Terapia da Fala
VOLTAR
/
MARCAÇÃO DE CONSULTAS
» Introdução (ler mais) (fechar)

A área da Terapia da Fala engloba a prevenção, a avaliação, o diagnóstico e o tratamento das alterações da comunicação humana e problemas relacionados. O campo de actuação de um Terapeuta da Fala é bastante alargado abrangendo várias faixas etárias: crianças, adolescentes, adultos e idosos.

» Linguagem/Comunicação (ler mais) (fechar)

Crianças: Quando há um atraso ou alteração no processo de aquisição e desenvolvimento da linguagem e comunicação. Podem surgir vários tipos de dificuldades:

  • Atrasos de Desenvolvimento da Linguagem: quando há um atraso no nível de desenvolvimento da linguagem relativamente à idade cronológica da criança. Pode ou não ser acompanhado por atraso nas outras áreas de desenvolvimento.
  • Perturbação Especifica do Desenvolvimento da Linguagem: quando a criança apresenta uma diferença notória entre os níveis de expressão e compreensão da linguagem, ou quando existem áreas linguísticas com perturbações acentuadas.
  • Perturbação na Aquisição e Desenvolvimento da Comunicação: quando há alteração no processo de aquisição, normalmente há um diagnóstico médico associado, por ex.: Paralisia Cerebral, Espectro Autista, Síndromes...

Adultos: Quando há uma perda ou alteração na linguagem /comunicação do adulto após Acidente Vascular Cerebral (AVC), Traumatismo Crânio-Encefálico (TCE), Doenças Neurológicas tais como: Doença de Parkinson, Doença de Wilson, Doença de Alzheimer....

A alteração mais frequente é a Afasia.

» Articulação Verbal (ler mais) (fechar)

Perturbação da articulação dos sons da fala, podendo manifestar-se por omissões, distorções e/ou substituições.

» Voz (ler mais) (fechar)

A alteração mais frequente na qualidade vocal, tanto em crianças como em adultos é a Disfonia (rouquidão).

As Disfonias mais frequentes são as Organofuncionais, decorrentes essencialmente de um comportamento vocal alterado e inadequado (ex. nódulos e pólipos nas cordas vocais).

» Fluência (ler mais) (fechar)
  • Gaguez: é a alteração mais frequente no débito verbal. Caracteriza-se por repetições, prolongamentos e/ou bloqueios de sons ou sílabas das palavras. Estas interrupções alteram a velocidade, ritmo e prosódia da fala.
  • Taquifémia: o débito verbal é muito acelerado.
» Deglutição/Mastigação (ler mais) (fechar)

Alteração na realização dos movimentos de deglutição e mastigação.

  • Deglutição Atípica: pode provocar alterações na articulação verbal
  • Disfagia: é uma alteração na deglutição por lesão neurológica